Glossário

A

ADSL – Assymetric Digital Subscriber Line – Tecnologia que converte uma linha telefônica comum em uma linha digital com capacidade para transmitir dados em alta velocidade sem interferir na comunicação via telefone.

B

BLOG Nome mais curto para "weblog". É um web site cujas atualizações (chamadas posts) são organizadas cronologicamente de forma inversa (como um diário). Estes posts podem ou não pertencer ao mesmo gênero de escrita, referir-se ao mesmo assunto ou ter sido escritos pela mesma pessoa. As informações existentes no blog podem ser colocadas por seu titular ou por terceiros, quando a programação do blog assim permitir. Os sistemas de criação e edição de blogs são muito atrativos pelas facilidades que oferecem, pois dispensam o conhecimento de HTML. Nada impede que um "site" formatado em sistema HTML, no entanto, seja utilizado como se fosse um blog, permitindo que terceiros insiram comentários, em tom informal. Resumidamente, é uma forma mais interativa de website que, em vez de conteúdo estático, editado por profissionais, costuma ter tom mais informal e dinâmico. Exemplo: WordPress.

C

CACHE É definida como uma memória temporária para dados de pouca volatilidade e de muito acesso, normalmente armazenada em memória, por exemplo, evitando que o processo tenha que buscar novamente os mesmos dados do disco ou da rede, o que aumenta o desempenho e economiza recursos do equipamento ou sistema de rede.

CMS Content Management System (sistema de gerenciamento de conteúdo) São aplicações web com interfaces gráficas que facilitam a construção de páginas de conteúdo dinamicamente ou administração de portais web, forums e outros sistemas, sem a necessidade de lidar diretamente com a programação. Algums exemplos: Joomla, Drupal. Alguns permitem instalar plugins que extendem as capacidades desses sistemas além de um gerenciador de conteúdo, transformando-o, por exemplo, em um sistema de blog ou e-commerce.

COOKIE Toda vez que você visita um website com conteúdo dinâmico (por exemplo, todos que requerem um login), enviam de volta alguns dados ao seu navegador que, por sua vez, grava em pequenos arquivos no seu micro local. Quando você visita o mesmo website, o navegador envia esse arquivo de volta, assim criando um relacionamento e uma "memória" do estado da aplicação web. Um website pode pedir apenas os cookies gerados por ele mesmo.

Chignerrom ou Chegnerrom – saiba mais em chegnerrom.

D

DOWNLOAD Transferência de dados a partir de um computador remoto para um computador local. Ação de receber um arquivo através de uma rede, como a Internet.

E

E-COMMERCE – Electronic Commerce Denominação genérica para websites cuja principal finalidade é vender produtos e serviços, como uma loja normal mas em versão eletrônica.

F

FIREWALL Dispositivo constituído pela combinação de software e hardware, utilizado para dividir e controlar o acesso entre redes de computadores. Comumente utilizado para bloquear o acesso à máquina interna através da rede em que ela está conectada.

FTP – File Transfer Protocol O Protocolo de Transferência de Arquivos é um conjunto de regras de transmissão de informações desenvolvido especificamente para transferência de arquivos pela Internet. É muito utilizado pelos desenvolvedores de sites para atualizar páginas web.

M

MYSQL Nome de um banco de dados relacional amplamente utilizado em aplicações web, especialmente por aplicações open source, justamente porque também é open source, ou seja, possui código-aberto e não cobra licença para sua utilização. Ela concorre com bancos de dados comerciais como MS SQL Server ou Oracle, embora não possua muitos dos recursos avançados, mesmo assim ele possui o mínimo necessário para ser um banco competente principalmente para aplicações web. Por ser open source, ele possui drivers que permite que aplicações em vários sistemas operacionais, feitos em praticamente qualquer linguagem, possa se conectar e consumir seus dados. Notavelmente muito utilizado com linguagens como PHP, Python, Perl, Ruby e outros.

P

PHP (acrônimo recursivo de "PHP: Hypertext Preprocessor") É uma linguagem de programação interpretada, especializada para aplicações web. É open source e extremamente modularizada, muito utilizada para gerar conteúdo dinâmico para internet. É muito popular em diversas aplicações open source como Joomla, Drupal, WordPress. Na HOST4 o suporte à PHP é provido em ambientes Linux.

S

SERVIDOR Computador, ou tipo de software, que permite a outras estações usá-lo como fornecedor de dados ou ações usufruídos por estações e/ou programas-“clientes”.

SPYWARE Software de dupla personalidade. Ele reside no disco rígido de seu computador e normalmente tem um conjunto prático e atrativo de funções primárias. Essa funcionalidade principal não possui relação com espionagem, que pode ser um utilitário, um tocador de MP3 ou algum jogo e, normalmente, é oferecido gratuitamente. A segunda funcionalidade do componente, recolhe informações sobre os seus hábitos computacionais e envia essa informação para o editor do software pela Internet. Como essa ação secundária geralmente ocorre sem o seu conhecimento, um software com esse tipo de funcionalidade tem o nome de spyware.

T

TCP/IP Sigla que significa Transfer Control Protocol / Internet Protocol, ou Protocolo de Controle de Transferência / Protocolo de Internet. É o nome da definição da maneira como os dados são sub-divididos e "empacotados" para serem enviados por uma rede como a Internet. Em redes modernas, arquivos não são enviados todos de uma só vez, eles são dividos em pacotes pequenos e enviados um de cada vez. O computador que recebe os pacotes remonta o arquivo. Esse protocolo define comportamentos, por exemplo, quando um pacote é corrompido, ou se perde. É o protocolo que garante transmissão confiável de dados mesmo em redes instáveis como a internet em geral.

VOIP

VOIP Sigla que significa Voz sobre IP – Tecnologia que permite que um sinal analógico de voz seja digitalizado e transmitido de um ponto a outro, em pacotes de dados, através de redes IP como a Internet.